Polonês morre em mergulho no naufrágio Bremerhaven

Polonês morre em mergulho no naufrágio Bremerhaven

Michał Czerminski desapareceu durante mergulho de 66m de profundidade no Mar Báltico

Hoje, 3/6, foi encontrado o corpo do famoso mergulhador e fotógrafo submarino polonês Michał Czerminski. Ele havia desaparecido ontem, durante um mergulho no naufrágio Bremerhaven.

O mergulho começou logo após o meio dia de sábado, 2/6, e sabe-se que foi realizado com rebreather, em circuito fechado (CCR). As condições de mar estavam boas e logo o serviço de resgate marítimo (SAR) iniciou as buscas e as embarcações próximas foram notificadas. Michał foi encontrado na manhã hoje, infelizmente já sem vida. Nos próximos dias, devem ser divulgados mais detalhes a respeito do acidente.

Com cerca de 120m de comprimento e 16m de largura, o Bremerhaven fica entre os 55 e os 66 metros de profundidade no Mar Báltico. Está localizado a 16 milhas náuticas a norte da cidade de Władysławowo, no norte da Polônia.

À família e aos amigos de Michał Czerminski, nossas mais sinceras condolências.

O Bremerhaven era um cargueiro construído em 1921, em Belfast, inicialmente chamado Reventazon. Até 1936, navegou sob a bandeira do Reino Unido, quando foi comprado por uma empresa de Bremen, na Alemanha, e rebatizado. Em 1939, com o início da Segunda Guerra, foi apossado pelo governo do Terceiro Reich, sendo utilizado para transportes do ministério do trabalho. A partir de 1942, foi usado pela marinha alemã (Kreigsmarine) como cargueiro pelo Mar Báltico, inclusive como hospital e transporte de feridos de guerra, e transformado em campo de concentração para prisioneiros. Em 1944, durante a evacuação de refugiados alemães do leste, foi bombardeado por aviões soviéticos. Entre 410 e 470 pessoas morreram no ataque; cerca de 2800 tripulantes e passageiros foram resgatados, mas não foi possível controlar as chamas. O Bremerhaven afundou no dia seguinte. Por essa história nazista, o naufrágio ficou conhecido como “navio da morte”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.