Saiba um pouco sobre o exótico Peixe-Leão

Hoje vamos conhecer um pouco o peixe-leão também é conhecido mundo a fora como peixe-dragão ou peixe-escorpião. Essa espécie vive próximo a recifes e corais.

Mas não se engane com a beleza desse peixe, ele é extremamente venenoso. Seu veneno fica inoculado através dos seus espinhos localizados nas regiões dorsal, pélvica e anal. Possuem de 12 a 13 espinhos dorsais, 2 pélvicos e 3 anais.

O veneno varia conforme a espécie e tamanho do peixe-leão. Os principais efeitos são: fraqueza muscular, náuseas, dor de cabeça, falta de ar, dor intensa no local atingido, edema no local, tontura.

Foto: Luis Pellegrini

Nos últimos anos o peixe-leão virou um problema no Oceano Atlântico e no mar do Caribe, é considerado um peixe invasor, pois não existe predadores naturais para manter o equilíbrio da natureza.

Essa reprodução em grande escala ocorre porque as pessoas adquirem o peixe para manter em aquários e se arrependem, acabam soltando-o no mar, e como já falamos sem predadores eles se reproduzem desenfreadamente, são capazes de comer qualquer coisa e se adaptam com extrema facilidade a qualquer ambiente e clima.

Você deve estar se perguntando, o porque as pessoas geralmente se arrependem de cuidar dessa espécie. Para manter o peixe-leão em aquários não é tarefa fácil e nem para iniciantes. Mas vamos falar de modo simples, quanto maior for o peixe, maior o aquário deve ser.
Essa espécie na sua fase adulta pode passar de 40cm de comprimento, sendo assim o aquário terá que ser maior que 500 litros.

Foto: Herton Escobar/AE

E para a preocupação dos especialistas, o estomago dos peixes-leão chegam a comportar entre 50 e 60 peixes pequenos. Cada fêmea pode pôr 2 milhões de ovos por ano e desovar a cada quatro dias. Então para ter um equilíbrio, foi liberada a caça dessa espécie. Grupos de mergulhadores se reúnem para caçar esse predador, em um dia chegaram a capturar com arpões 573 espécies, um número surpreendente. O peixe-leão também já começa a fazer parte da mesa caribenha. Diversos restaurante da Florida e do Caribe já oferecem a espécie como um prato leve e saboroso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.