Caverna da Tailândia: quatro garotos já foram resgatados

Dezoito dos melhores mergulhadores do mundo estão conduzindo a maior operação de resgate em caverna da história; novo grupo será retirado nas próximas horas

A retirada dos garotos presos em um sistema de cavernas no norte da Tailândia está acontecendo mais rápida e eficientemente do que o inicialmente previsto. Navy Seals confirmaram que quatro deles já foram resgatados pelos mergulhadores e deixaram o local, em ambulâncias e helicópteros. Estão todos saudáveis, recebendo atendimento no hospital Chiang Rai Prachanukroh.

A próxima fase da operação deve ser iniciada às 8h da manhã de segunda-feira no horário local (22h de sábado no Brasil), com os mesmos mergulhadores voltando para a caverna onde ainda estão os outros 8 garotos e seu treinador. A pausa é necessária para descanso dos resgatadores, reposição dos níveis de oxigênio do ar e preparação dos equipamentos, cilindros e toda logística de evacuação. Mais um grupo de 4 a 6 garotos deve sair da caverna em até 20 horas; se novas chuvas não prejudicarem o resgate, todos devem estar livres em dois dias.

O governo tailandês publicou um gráfico detalhando como cada garoto está sendo resgatado: dois mergulhadores acompanham cada um, como um sanduíche, lentamente guiando-os pelos túneis, com ajuda dos cabos. A vítima, usando máscara full-face, é amarrada ao mergulhador da frente e, no caso de uma passagem mais estreita, seu equipamento é retirado das costas e carregado pelo mergulhador de trás. Chegando na câmara 3, base de apoio a partir da qual é possível caminhar, eles recebem uma nova avaliação médica e aí são levados para fora.

Um time de 18 mergulhadores de confiança está realizando a operação: 13 renomados especialistas internacionais e 5 dos mais experientes Seals tailandeses. Às 10h deste domingo (meia-noite no Brasil), 15 deles iniciaram o resgate, se dividindo entre a caverna onde o grupo está preso, chamada de câmara 9, e a câmara 6, próxima ao entroncamento de túneis “Monk’s Junction”. Os outros 3 mergulhadores entraram no sistema algumas horas depois, para o momento de retorno com os resgatados, servindo como grupo de apoio e segurança durante o trajeto subaquático até a câmara 3 – que conseguiu ser reduzido de 2,5km para cerca de 1km com o trabalho de drenagem.

Há uma grande equipe de resgate, incluindo militares, médicos e mais mergulhadores, de prontidão entre a câmara 3 e a entrada do sistema Tham Luang. São profissionais da Tailândia, Austrália, China, Estados Unidos, França, Inglaterra e outros países da Europa. Mais de 90 mergulhadores estão envolvidos na operação – apenas 4o deles são tailandeses.

Na manhã de hoje, o renomado médico australiano Richard Harris, cinegrafista sub National Geographic, avaliou o grupo e deu o sinal verde para início do resgate. Ele teria estabelecido uma ordem de prioridade de evacuação: o mais fraco é resgatado primeiro e o mais forte por último. 13 equipes médicas, uma para cada um dos 12 garotos e seu treinador, foram então posicionadas no local, cada uma com seu próprio helicóptero e ambulância.

O primeiro menino foi retirado do sistema de cavernas às 17h08 do horário local (7h08 no fuso de Brasília), 7 horas após a entrada dos mergulhadores no sistema, e o quarto às 19h50. Esta etapa conseguiu ser muito mais ágil do que a previsão inicial, de 11 horas de trabalho, devido a uma janela climática favorável e à drenagem, que reduziu os trechos inundados quase pela metade. O nome dos quatro resgatados ainda não foi revelado; também não foram divulgadas imagens pois a imprensa foi afastada do local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.