O mistério do Britannic

O mistério do Britannic

Por: Marcella Duarte | Divemag.com

Apresentado por Richie Kohler, documentário conta a história do maior naufrágio do mundo

Na manhã do dia 21 de novembro de 1916, o navio-irmão do Titanic sofria uma violenta explosão que abriu um enorme buraco no lado estibordo de seu casco. Em 55 minutos, desapareceu nas águas profundas do mar Egeu. O naufrágio do HMHS Britannic foi encontrado apenas em 1975, por Jacques Cousteau, a 120m de profundidade na costa da Grécia. Mas só recentemente foi totalmente explorado, graças à tecnologia dos rebreathers e aos modernos veículos submarinos.

No próximo dia 27, será lançado o filme The Mystery of Britannic, que reuniu mergulhadores, pesquisadores, cientistas e uma equipe efeitos especiais para mostrar como foram os últimos minutos do gigante e, principalmente, como como está o naufrágio hoje. Um mergulho bem fundo no mar e na história.

Com 269m de comprimento e 10 conveses, o Britannic é o maior navio naufragado do mundo. Ele repousa no canal entre as ilhas de Kea e Makronisos, totalmente adernado a estibordo, com a proa separada do resto da estrutura por uma enorme fenda – no afundamento, enquanto a popa se erguia para fora d’água, a proa bateu no fundo do mar e rachou. Das 1125 pessoas a bordo, 30 morreram e 45 ficaram feridas.

O filme é um “docudrama”: mescla de documentário, com belas cenas dos anos de exploração do naufrágio, e de reconstituições de momentos históricos, com dramatizações do período do afundamento. Quem narra a trama dramática é a personagem Nelly, que deixou sua família para servir como enfermeira voluntária no navio-hospital.

Já os espetaculares trechos de documentário são apresentados por Richie Kohler, mergulhador técnico e um dos maiores exploradores e historiadores de naufrágios do mundo. Famoso por apresentar o programa Deep Sea Detectives, do History Channel, ele também explorou o Andrea Doria e o RMS Titanic, e ganhou renome ao identificar um submarino alemão da Segunda Guerra, o U-869, na costa de New Jersey (EUA).

The Mystery of Britannic será lançado no dia 27/3, nos principais serviços de vídeo sob demanda, como Youtube, Vimeo, Amazon, iTunes e Google play.

Assista ao trailer:


De cruzeiro de luxo a hospital

O RMS Britannic era um transatlântico de passageiros britânico, lançado em 1914, pela companhia White Star Line. Foi o terceiro e último navio da célebre Classe Olympic – depois do RMS Olympic e o RMS Titanic. Pensado para ser o maior, mais seguro e mais luxuoso deles, foi originalmente chamado de ‘Gigantic’. Com o naufrágio do Titanic, em 1912, o presunçoso nome foi alterado para Britannic e o projeto foi melhorado para corrigir falhas de seu irmão – casco duplo, compartimentos estanque reforçados, botes salva-vidas para todos, conexão de rádio entre a sala de rádio e a ponte.

Mas o Britannic nunca chegou a realizar uma viagem comercial sequer: logo foi requisitado pela Marinha Real Britânica, para servir como navio-hospital na Primeira Guerra Mundial, recebendo o prefixo His Majesty’s Hospital Ship (HMHS). Em sua sexta viagem para buscar soldados britânicos feridos pelo Império Otomano, aconteceu o acidente.

Até hoje não há um consenso sobre a causa do naufrágio. A versão da época era que um U-boat alemão havia torpedeado a embarcação – o que seria um crime de guerra. Porém, a teoria corrente diz que o Britannic colidiu com uma mina aquática. Um dos principais objetivos das expedições de mergulho é solucionar essa dúvida.

Será que o filme nos trará respostas? Não perca!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *