Naufrágio do submarino nazista U-966 é encontrado por mergulhadores espanhóis

Submarino alemão da Segunda Guerra Mundial afundou na costa da Espanha, em 1943, após 10 meses em combate

Três mergulhadores espanhóis localizaram, na última terça-feira (3/7), na costa da Galícia, noroeste da Espanha, o submarino nazista U-966, afundado durante a Segunda Guerra Mundial, em 1943. A localização exata do naufrágio não foi revelada, por se tratar de um cemitério de guerra, mas sabe-se que os destroços se espalham por uma ampla área da zona conhecida como Estaca de Bares, a uma profundidade entre 24 e 26m.

Para o historiador naval espanhol Yago Abilleira, um dos mergulhadores responsáveis pelo achado, ele representa “um exemplo típico da guerra submarina da Segunda Guerra Mundial”. “A bordo do submarino, feito às pressa e sem os testes necessários para que fosse enviado para combate, seguia uma tripulação novata com um comandante inexperiente”, disse.

Fotos: Eduardo Losada

A localização do submarino, apelidado pela tripulação de Gut Holz (boa madeira), já era “mais ou menos conhecida”, lembra Abilleira: “A descoberta seguiu-se a anos de busca em uma área muito rochosa e com fundo do mar irregular, de difícil acesso, onde o mau tempo geralmente impossibilita o mergulho”. Agora, sob proteção da Marinha, o naufrágio deve ser estudado por mais exploradores.

Com 67m de comprimento, o submarino foi muito danificado por explosões da guerra e bastante castigado pelo mar bravo durante estes 75 anos desde seu afundamento. “Estando ali, vê-se que afundaram o submarino porque estavam desesperados. A força aérea dos Aliados estava atacando por todos os lados e os alemães sabiam que tinham as horas contadas. Foi uma solução de pura urgência”, explicou o mergulhador.

Os mergulhadores agora querem encontrar o hidroavião Catalina aliado que foi derrubado no mesmo confronto e deve estar próximo ao naufrágio.

Os três mergulhadores que encontraram os destroços
Localização aproximada no naufrágio

Gut Holtz na guerra

Submarinos do Eixo infligiram enormes prejuízos ao transporte Aliado no início da segunda guerra. Eles atacavam comboios de suprimentos, bem como embarcações de passageiros.

O U-966 teve uma carreira de apenas 10 meses: foi lançado em janeiro de 1943, para realizar patrulhas de guerra, e afundado no dia 10 de novembro de 1943, na Baía de Biscay – golfo do Oceano Atlântico entre a costa norte da Espanha e a costa sudoeste da França –, quando retornava de uma operação na costa da América do Norte. seu emblema era um pino de boliche e uma bola – “Gut Holtz” ou “boa madeira” é uma frase de boliche alemã.

Aeronaves Wellington e Liberator britânicas, norte-americanas e checas detectaram e atingiram o U-966 com cargas de profundidade por um dia inteiro, enquanto o submarino alemão zigue-zagueava. Chegou a disparar uma bomba antiaérea que derrubando um hidroavião Catalina da RAF (Força Aérea Real britânica). Com o submarino fortemente danificado e se vendo encurralada pelos Aliados, a tripulação explodiu o submarino com com bombas relógio para evitar uma captura; 8 dos 60 alemães morreram no confronto. Barcos de pesca locais ajudaram a resgataram os náufragos sobreviventes, agarrados a rochas no mar.

O comandante do submarino, Eckehard Wolf, teria voado de volta para a Alemanha em novembro de 1944, com um nome falso. O ditador fascista da Espanha, general Francisco Franco, não era oficialmente aliado da Alemanha, mas o país supostamente neutro era conhecido por ajudar o esforço de guerra nazista de várias maneiras. Essas relações amigáveis ​​permitiram que os marinheiros sobreviventes voltassem para seu país.

U-966 sob ataque
Os bombardeiros Liberator da RAF que eram feitos nos EUA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.