Entre dois
mundos

Hoje é dia de me apresentar, contar como cheguei até aqui e dar o tom do tipo de experiências que espero poder dividir com vocês neste espaço.

Como nos filmes de Tarantino muitas coisas aconteceram em paralelo e no mínimo vivi duas vidas que espero poder colocar junto e confrontar para gerar algumas provocações. 

Em primeiro lugar preciso confessar uma coisa, moro no Brasil faz mais de 15 anos, mas … sou argentino … sim … os rumores são a mais pura verdade 🙂

Brincadeiras à parte, nasci em Buenos Aires, cidade, que para quem não sabe, tem uma curiosa cultura náutica, talvez até pouco coerente com o clima e as possibilidades geográficas, mas sem importar isso, içamos nossas velas ou ligamos os motores dos nossos barcos em qualquer poça da água se isso for necessário.

Minha relação com a água vem daquela época e começou antes que a minha memória. Não lembro de quando não sabia nadar ainda que seja como um poodle, brinco de segurar o ar embaixo da água desde a primeira vez que entrei numa piscina e assim foi indo até que um dia estava velejando, correndo de jet-ski, esquiando ou arriscando qualquer atividade que me permitisse estar na água.

O mar, o rio, as represas sempre foram meus refúgios, o lugar onde melhor eu me sentia, foi assim que comprei meu primeiro barco antes que meu primeiro carro!

O curioso é que rodeado por tanta água passei anos sem sequer pensar em mergulhar até que um dia, aproximadamente há 20 anos, uma sucessão de fatos não planejados (que posso relatar em outra oportunidade) me levaram a fazer meu primeiro mergulho e foi então quando descobri uma paixão que superaria tudo o que eu poderia ter imaginado.

Uma semana depois daquele sábado em que respirei o ar comprimido pela primeira vez voltei para fazer meu curso open water e desde então nunca mais parei de mergulhar até me tornar instrutor.

Ao longo dessa jornada, um dia senti a necessidade de poder mostrar para mais gente o incrível mundo submerso e foi aí quando peguei uma câmera pela primeira vez e comecei brincar disso dando lugar a mais uma paixão, as imagens subaquáticas.

Daí para frente foi como escorregar num escorregador gigante, foram tubarões e mais tubarões, viagens e mais viagens e muitas horas embarcado.

Durante todos esses anos de mar tive a sorte de ter excelentes instrutores, trabalhar ao lado de excelentes profissionais que admirava desde que comecei a mergulhar, aprender com os melhores e continuar aprendendo até hoje.

Como falei no início, muitas coisas aconteceram ao mesmo tempo, tinha uma outra vida rodando do lado da minha vida na água … atualmente dedico uma boa parte do meu tempo indústria do mergulho, as imagens subaquáticas e a outras atividades relacionadas, mas não foi sempre assim.

Minha vida profissional começou fora da água porque no fim das contas, alguém precisava pagar minhas contas e meu barco 🙂

Formei-me como administrador e comecei a trabalhar muito novo sempre vinculado a indústrias de ponta e novas tecnologias.

Na Argentina trabalhei vários anos na indústria de telecomunicações quando os celulares eram ainda uma novidade tecnológica. Foi lá também que tive meus primeiros flertes com a internet, mas foi chegando no Brasil quando mergulhei de cabeça nesse mundo.

No início dos anos 2000 quando a internet dava ainda seus primeiros passos fui contratado pelos fundadores do site Buscapé para liderar a expansão comercial da empresa. Virei sócio, viramos amigos, levamos o negócio para América Latina, construímos o time dos sonhos com mais de mil funcionários espalhados em 5 países, adquirimos e criamos mais de 25 empresas que passaram a fazer parte do grupo e em alguns anos nos tornamos uma referência em e-commerce no Brasil e na América Latina.

Trabalhamos muito durante muitos anos e no ano 2016 decidi deixar a operação para poder dedicar mais tempo a minha antiga paixão pelo mar. Desde aquele dia continuo envolvido com o mundo das startups o e-commerce e a tecnologia, mas com outra ótica, com mais tempo para ver, aprender, dividir aprendizados e tentar ajudar.

Ao longo de todos esses anos, vivendo entre dois mundos tão diferentes tive a sorte de viajar muito, conhecer e aprender com profissionais incríveis, ver negócios funcionando e negócios se afundando, acertar algumas vezes e errar muitas mais, conhecer operações de todos os tipos e empreendedores de todos os tipos também, lidar com clientes muito diferentes e com parceiros também muito diferentes.

Hoje, olhando em perspectiva, para mim está claro que existem experiências e aprendizados que podem ser extrapolados de um mundo para o outro e é esse justamente o desafio que a Divemag me propus, trazer provocações para iniciar discussões construtivas que nos ajudem a melhorar a nossa indústria. Conto com vocês para isso!

Juan Quinteros

Administrador de formação, tem uma longa trajetória como executivo e empreendedor no mundo digital.

Instrutor de mergulho, fotógrafo e cinegrafista. Apaixonado por tubarões e engajado na preservação do meio ambiente.

Seu lugar no mundo, sem dúvida, é abaixo da água!

Se quiser ver mais do trabalho do Juan siga seu Instagram: @juan_uwimages

Facebook: https://www.facebook.com/juan.quinteros.127

4 Comentários

  1. Juan, você é e sempre será uma pessoa
    bem sucedida em tudo que fizer.
    Por sua dedicação, determinação, respeito e amor ao próximo.

  2. Adorei a sua história 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.