Baleia-jubarte quase engole leão-marinho e cospe de volta ao mar.

Ufa! Por pouco um leão-marinho não foi comido por engano por uma baleia jubarte no litoral dos Estados Unidos. O Fotógrafo americano e biólogo marinho Chase Dekker fez o registro impressionante, quando observava baleias em um barco na Baía de Monterey, na Califórnia, no dia 22 de julho.

Registro do momento que a grandalhona abocanha o leão-marinho feito por Chase Dekker

Em um programa de rádio, o biólogo contou que avistou um grupo de três baleias-jubartes e outro grupo com cerca de 200 leões-marinhos, e resolveu fotografar a movimentação na água, foi quando se surpreendeu com o que acabara de registrar.

Dekker diz estar “mais de 100% seguro” que o leão saiu nadando são e salvo depois de escapar da boca da baleia.

As jubartes não têm dentes. Alimentam-se de crustáceos por um processo de filtração – usando uma série de placas de queratina na boca. O alimento é retido e a água é eliminada. O esôfago do mamífero é relativamente pequeno, incapaz de engolir um leão-marinho.

De acordo com o biólogo marinho predadores marinhos, como baleias, leões-marinhos, golfinhos e tubarões, costumam caçar o mesmo cardume de peixes. Por isso, pode acontecer de um animal maior parar, acidentalmente, na boca de uma baleia. Mas somente peixes pequenos, acredita o biólogo, tem razões para se preocupar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.